Y

Y

,1 (úpsilon), (úpsilo) m. Vigésima quarta letra do alphabeto português, só tolerável hoje em algumas palavras que procedem do grego ou de certas línguas estrangeiras. Uma das incógnitas, (em problemas de Mathemática). * Como letra numeral, valeu 150 e, com um til por cima, 150:000. É vulgar o uso do y em palavras brasileiras de origem tupi e em muitos nomes geográphicos e ethnográphicos da América. Explicam o phenómeno com o facto de que em taes casos, o i não representaria o som que primitivamente se convencionou representar por y. E assim também, na antiga orthogr. port., era vulgar o uso do y entre vogaes ou no fim de palavras, adeante de outra vogal: meyo, pay, rey, etc.; e explicava-se êsse uso com o facto de que tal letra não representava o valor de i, mas de dois ii. Ora dês que o y, no actual estado da língua, só póde soar como i, nada justifica o emprêgo delle em palavras que não procedam do grego; e ainda nestas, o seu emprêgo seria vantajosamente eliminado, seguindo-se bons exemplos da Italia e da Espanha. (O y é falsamente denominado i grego: não existe no alphabeto grego; é convenção latina, para representação do úpsilon, representação incoherente, porque os Latinos umas vezes representaram o úpsilon, por y, outras por u, e outras por i)
Traduções